Reabilitação Cardíaca
01-Sep-2008

A Reabilitação Cardíaca é definida pela O.M.S. como: “o conjunto de actividades necessárias para fornecer ao doente com cardiopatia uma condição física, mental e social tão elevadas quanto possível, para lhe permitir retomar pelos seus próprios meios um lugar na vida da comunidade, de uma forma tão normal quanto possível.”

Image

Destina-se a doentes cardíacos e tem como por objectivo prevenir novos problemas a este tipo de doentes e possibilitar-lhes uma dia-a-dia normal.

A reabilitação é feita através de sessões de exercício monitorizadas e supervisionadas por especialistas.

Benefícios da reabilitação cardíaca

  • Reduz 50% novos problemas cardíacos
  • Reduz a mortalidade cardíaca em 30%
  • Previne do cancro
  • Previne e ajuda a tratar a diabetes
  • Ajuda a controlar o peso


Fonte:
European Association for Cardiovascular Prevention & Rehabilitation (EACPR)

 

Programas de Reabilitação Cardíaca

A Fisiocárdia possui programas de reabilitação cardíaca.

Estão previstas 
sessões de exercício de 1 hora, realizadas 2 a 5 vezes por semana, acompanhadas por especialista.

As sessões são em sempre em horário ajustável de acordo com as necessidades de cada doente.

Image

A quem se dirigem estes programas?

A Fundação Portuguesa de Cardiologia e a Associação Americana de Cardiologia recomendam os programas de reabiliatação para:
  • Portadores de doença cardíaca suspeita ou já diagnosticada.
  • Hipertensos.
  • Diabéticos.
  • História Familiar de Doença Cardíaca.
  • Homens com mais de 45 anos e mulheres de 50 anos, não habituados a exercício vigoroso.
  • Todos os doentes que tiveram enfarte do miocárdio deverão participar em programas especiais de reabilitação.


Fonte: Fundação Portuguesa de Cardiologia


Documentação sobre Reabilitação Cardíaca


 Mais informações sobre Reabilitação Cardíaca, poderão ser obtidas num dos seguintes sites:
 

ACC